A CINÉFILA

Em geral, pessoas que gostam de ler e escrever acabam gostando, também, de cinema. E eu amo. Bem, amo os filmes, porque nem sei há quantos anos não vou ao cinema. Explico. Lá se reúnem vários elementos que me causam grande incômodo: ambiente fechado, sem janelas, portas pequenas, escuro, muitas pessoas juntas. Durante cerca de duas horas – a duração do filme – passo o tempo todo com a placa “Saída de Emergência” em meu campo de visão. E planejo o tempo todo como chegar lá bem rápido.

Enquanto ir ao cinema era a única forma de assistir um filme, eu fui. Para minha alegria, surgiram, primeiro, os vídeo cassetes. Eu fazia a alegria das locadoras! Só que os filmes demoravam muito a chegar até elas. Então, eu ainda ia àquelas salas escuras amedrontadoras.

Nada como a modernidade! O prazo entre o lançamento na telona e na telinha, hoje, é mínimo. A TV a cabo traz os filmes para minha casa, para o meu quarto, pouco depois da chegada deles aos cinemas. A facilidade de gravar para assistir na hora em que quiser, fazendo pausas quando bem entender faz minha alegria!

Além dessa peculiaridade, sou uma cinéfila esquisita. Gosto mais dos filmes descartáveis do que das grandes obras.

Não gosto de nada muito “cabeça”. Quando vou assistir meus filmes, quero me divertir. Nada de sofrimento sem final feliz. Antes de assistir, encontro alguém que já tenha visto o filme e pergunto se o final é feliz. Se não for, estou fora. Também não gosto de sair pensando, de ficar com perguntas sem resposta.

Nada de filme de guerra, exceção feita a Pearl Harbor, um de meus prediletos, que já assisti 1.237 vezes. Outra característica – assisto repetidamente os filmes de que gosto. Sei muitas falas de cor.

Terror, jamais. Nunca assisti. Nem um sequer, acredita? Suspense, pode ser, mas não sobrenatural – apesar de ter gostado muito de O Sexto Sentido.

Gosto muito dos históricos ou biográficos: Ike – O Dia D, Nixon x Frost, A Rainha, JFK – A História não Contada, séries que narram a vida de pessoas famosas.

Mas sabe o que faz minha alegria maior? Filmes totalmente descartáveis. Aquelas comédias românticas em que não sabemos nem o nome dos atores. Uma pequena lista, e sei que muitos nunca ouviram falas da maioria desses filmes: Coincidências do Amor, Vestida para Casar, O Clube de Leitura de Jane Austen, Delírios de Consumo de Becky Bloom, Romance de Natal, Milagre de Natal, Milagre em Nova York, O Amor não Tira Férias, Casamento Grego, Falando Grego, PS: Eu te Amo, Odeio o Dia dos Namorados, As Sete Regras do Amor, Uma Namorada para o Papai, Minha Filha Quer Casar e muitos outros do mesmo porte.

Com raras exceções, não gosto dos filmes premiados e aclamados. O exemplo maior é A Vida é Bela, que detestei com todas as minhas forças. Para mim, é inaceitável tentar fazer humor usando campo de concentração. E a cena do tanque de guerra americano resolvendo todo o problema me soou como “quero o Oscar”. Pronto, falei. Acho que é o filme de que menos gostei até hoje.

Bem, sou uma cinéfila, como já disse, no mínimo, peculiar. Gosto de filmes, assisto os mais famosos – desde que não sejam de guerra, nem de terror, nem de muito sofrimento – mas gosto mesmo é dos de orçamento baixo e desconhecidos pela maioria dos amantes da sétima arte, com atores e atrizes cujo nome desconheço.

Nos próximos dias, vou comentar algumas dessas “obras de arte” que me agradam tanto. Talvez até convença alguém a assisti-las. Tudo é possível, né?

4 comentários sobre “A CINÉFILA

  1. Pingback: FILMES DESCARTÁVEIS – 1 | UMA PITADA DE CLÁUDIA

  2. Pingback: JACK – Filmes descartáveis | UMA PITADA DE CLÁUDIA

  3. Não conhecia essa palavra, também sou cinéfilo!!
    Sou super, híper, ultra-cinéfilo!!
    Gosto de filmes em casa.
    Gosto ainda mis de cinema: som alto, emoção, tudo escuro, tela grande …
    E também vejo filmes trocentas vezes.
    A Pantera Cor de Rosa ( Jogo de Sombras ) com Robert D. Jr – vi umas 30 vezes;
    Identidade Bourne, Supremacia Bourne, Ultimato Bourne, Legado Bourne – vi umas doze vezes cada um deles;
    O Turista – vi umas vinte e cinco vezes;
    Filmes do 007 – vejo várias vezes também, principalmente aqueles bem antigos;
    Charles Chaplin, gosto demais!!
    Filmes de terror, sou que nem você, não vejo nem a pau!!
    Legal, legal aprender essa palavra ” cinéfilo”. E saber que algum que gosto e admiro tanto, também tem esta característica!!

    • Legal descobrir pontos em comum com pessoas que a gente conhece a vida toda, não é? Somos todos tão complexos, sempre há mais coisas a aprender sobre o outro. Também não sabia que você era cinéfilo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s