NOITE DE FÚRIA ASSASSINA

Foi ontem. Ataquei. Abri as entranhas, retirei todos os órgãos. Fiz uma lipo, removi todos os excessos. Tudo com minhas próprias mãos.
Quando acabei, já perto de meia-noite, os restos encheram uma sacola imensa (daquelas de carregar edredom) e mais duas bem grandes. Roupas e sapatos suficientes para uma família inteira.
Exato. Ataquei meu closet. Com fúria assassina. Tirei lá de dentro TUDO que não uso. Sem piedade. Pra quê uma pessoa que raramente veste um robe precisa de seis? Por que guardar um casaco de couro que já perdeu o brilho e, por isso, nunca visto? E por que motivo obscuro guardar uma sandália de festa que me mata de dor nos pés e, por isso, eu não uso? Era linda, custou caro, mas… foi embora.
Não sei se sou a única, mas esse tipo de arrumação me dá um bem-estar imenso. Eu me renovo nessas horas. As roupas mais bonitas, mais novas, aparecem mais, não ficam escondidas atrás de outras mais velhas e menos bonitas.
Acordei hoje animada, pronta para me servir do closet organizado. Antes de me levantar, li na minha Bíblia um versículo que fala de um aspecto do que aconteceu ontem: 
“Como está abandonada … a cidade da minha alegria!”.
Acredito que Deus, ao criar o ser humano, planejou uma vida de alegria. No entanto, muitas vezes, com o passar do tempo, vamos abandonando a nós mesmos (o closet abandonado não passa de sintoma de algo maior). Esquecemos de cuidar de nós, de investir em nosso bem-estar, em nossa felicidade. É como se dispensássemos o jardineiro e o mato fosse tomando conta dos canteiros que um dia plantamos com o maior carinho. Viramos a cidade de Damasco, abandonada, sem alegria.
O abandono pode ser físico, emocional, espiritual. Simplesmente deixamos de cuidar de nós mesmos. Nada de alegria de viver, só uma sobrevivência pesada.
Não pretendo, jamais, abandonar a cidade que sou. Até hoje, tenho cuidado dela de forma razoável. Apesar de chuvas e trovoadas, de algumas enchentes, depois que passa eu vou lá e conserto os danos causados. Crio formas de evitar que as mesmas tragédias voltem a ocorrer. E, assim, vou arrumando armários e emoções, me exercitando e estudando, começando coisas novas e colocando pontos finais nas coisas acabadas.
Taí, é gostoso cuidar da cidade da alegria!!!!!

Um comentário sobre “NOITE DE FÚRIA ASSASSINA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s