82,7 – MINHAS PORCARIAS

Certo dia, minha amiga Lenira comentou que, para mim, tudo vira coleção.
Sou bastante obsessiva. Quando gosto de uma coisa, é como a Lenira falou: logo vira coleção.
Decidi cuidar de orquídeas. Bem, tenho um orquidário. Resolvi fazer velas. Comprei todo tipo de material, fiz curso, comprei livros sobre o tema (mais sobre os livros um pouco adiante). Resolvi fazer scrapbooks. Tenho pilhas de adesivos, tesouras, colas. Já falei que, quando morrer, quero levar tudo, então é para enfeitarem meu caixão com as coisas. Vou ter o caixão mais lindo que já se viu (brincadeirnha…). 
Na verdade, falei que vou construir uma pirâmide aqui em casa, para guardar meus tesouros para a posteridade. Felizmente, também sou obsessiva quanto a me livrar de coisas, e, saio distribuindo parte de meus tesouros periodicamente.
Há as paixões mais permanentes. Livros e trabalhos manuais. Tenho quase mil livros (literalmente). Todos devidamente catalogados e dispostos em ordem dentro do armário destinado a eles. Ah, e quanto a eles, sou compulsiva também na hora de comprar. Tenho pilhas de livros que ainda não li. E uma desculpa maravilhosa: o trabalho! Preciso de livros e dicionários para consulta. Maravilha das maravilhas! Uma obsessão justificada pela profissão. 
Outra paixão permanente é o tricô. Acumulo lãs, agulhas, revistas, trabalhos começados, desde que era criança. Agora resolvi fazer cachecois. Modéstia às favas, cada um mais lindo que o outro. E as lãs! Com pompom, cheia de pelinho, com bolotinhas, com paetês. em degradê, com babadinho. Fico alucinada. O que fazer com tanto cachecol? Sei lá – dou, vendo, fico para mim. O que me dá prazer é comprar a lã e fazer. Depois, não sei o que acontece.
Outra obsessão que tenho é cuidar de meu corpo com cremes, esfoliantes, shampoos, hidratantes, e tudo mais que possa existir neste mundo de meu Deus. Daniela me ligou, do Mar Morto:
– Mãe, estou na loja da Ahava! Quer alguma coisa?
– KKKKKKK
– Eu sei. Estou perguntando se quer alguma coisa especial.
– Não. Traga o que seu coração mandar. E não seja tímida, cai matando. Ah, mas tem um esfoliante…
E já lembrei de uma coisa específica, expliquei direitinho. Amo ficar uma eternidade no banheiro, me besuntanto com todo tipo de coisa. Para mim, um banho bem tomado precisa incluir esfoliante no rosto, outro no corpo, outro nos pés e outro nas mão. Depois, sabonetes cremosos específicos para cada parte do corpo. E terminar com um creme em volta dos olhos, outro em volta da boca, outro no resto do rosto e no pescoço, outro no corpo, outro nos pés e outro nas mãos. Ah, e depois de secar o cabelo, serum!!!!! Saio do banheiro poderosíssima. Leva de 40 minutos a uma hora. Limpa meu corpo e minhas emoções por completo.
Essa coisa dos cremes é piada. Uma vez, em Orlando, encontrei uma promoção de cremes da Victoria’s Secret. Dez por 30 dólares. Fiquei alucinada. Comprei dois conjuntos da promoção, mais shampoo e outras coisitas. De volta ao hotel, coloquei tudo no meio da roupa suja, como sempre faço, porque no dia de arrumar para voltar para casa só tenho que mexer na outra mala (será que isso é obsessão?). Voltamos ao shopping, esqueci do tanto que já tinha comprado, lá vai outra sacola imensa. No último dia, achei melhor dar uma examinada. Peguei os cremes e espalhei no chão. Caramba! Vou ficar na alfândega! Ninguém vai acreditar que isso tudo é para mim. Minhas companheiras de quarto riam. Clarice entrou, olhou:
– Caramba, até mesmo para você isso está meio demais, né?
No ano passado, fui a Orlando em agosto. Depois, a Nova York em novembro. Ainda tinha (e tenho) Victoria’s, de modo que me proibi até de entrar na loja. Mas não tem jeito, eles me encontram. Descobri preciosidades em outros lugares, claro. Meu banheiro tem uma mureta repleta dos meus bálsamos. Em janeiro, Flávia foi para Orlando, a serviço. Fiz uma listinha, que começava assim: PRECISO!!!!! NÃO VOU VIVER SEM… E listei uma série de itens essenciais. 
Meu sobrinho Marcos pegou a lista, leu, deu uma risadinha safada e pediu:
– Tem uma caneta?
Emprestei, ele foi com minha lista e a caneta para a outra ponta da mesa. Ainda aprendendo a escrever, pediu ajuda para a Flávia. Dali a pouco voltou, e me entregou a lista, onde tinha escrito, na parte de baixo da página:
Vai viver sim! FICA COM AS PORCARIAS QUE VOCÊ JÁ TEM!
Ele não sabe que as porcarias são parte importante de minha boa forma!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s