82,8 – HAJA DINHEIRO!!!!!

Quando vejo uma pessoa bem gordona, sempre penso no dinheirão que ela gasta para manter aquilo tudo. Claro: come muito, paga muito. Mas uma coisa chata é que para emagrecer a gente precisa investir muito mais.
Os produtos diet e light são sempre mais caros. Até certo ponto dá para entender, mas acho, na verdade, que as pessoas os encaixam numa categoria desprezada: supérfluos!
Posso afirmar que, quando a gente está engordando a um ritmo alucinante e não consegue deter o processo, esses produtos não têm nada de supérfluos. Passam a ser essenciais. Por que tudo que pode melhorar a qualidade de vida é considerado luxo? Todas as pessoas deveriam ter acesso a tudo de melhor que há nesse mundo.
Mas emagrecer envolve outros investimentos que não apenas a alimentação. Dificilmente podemos encontrar um exercício mais barato do que a caminhada. E o preço de um bom tênis? Nos EUA: 90 dólares. No Brasil: 500 reais. Tem lógica? Não tem.
Todo mundo sabe que obesos não devem começar a se exercitar sem procurar um médico. Ah, bom, então vou lá no Hospital de Base marcar uma consulta! Só rindo, né? Ou a pessoa tem um bom plano de saúde para fazer um checkup antes de começar a se exercitar, ou então morre no meio da caminhada, porque no SUS vai morrer de qualquer forma.
Bem, digamos que a(o) gordinha(o) conseguiu vencer essas primeiras etapas: conseguiu um dinheirinho para comprar os produtos mais caros, comprou um tênis no cartão, em 10 vezes sem juros, tinha um amigo no hospital que conseguiu um médico legal que ajudou nos exames. Aí, felicidade total: começa a emagrecer! Que maravilha! Um dia, acorda se sentindo o máximo. A Cicinha dela informa que 10kg já foram embora. Então, vamos vestir uma linda roupa e sair arrasando.
Doce ilusão! Nada serve! Tudo largo. O que ontem era uma alegria, hoje é uma tragédia: não tem uma roupa sequer para ir trabalhar. De repente, emagrecer se torna um grande problema: onde encontrar dinheiro para trocar todas as roupas do armário?
Esses comentários podem parecer engraçados, mas há quem desanime por causa do preço a pagar. Não seria maravilhoso se o problema do excesso de peso fosse olhado com mais simpatia? Como gordinha que pode se dar ao luxo de emagrecer, deixo aqui meu manifesto em defesa dos que não podem, financeiramente, enfrentar o desafio. Ah, e digo que o investimento vale a pena! A gente vai se sentir muito melhor no final do túnel. Eu já estive lá…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s