VOTAR!!!!!

Amanhã eu vou votar! Escrevo isso com alegria, porque, quando votei pela primeira vez, já era adulta, mãe de família.
Eu tinha apenas 7 anos em 1964. Cresci com medo de política, porque o poder perseguia, torturava. O poder fez meu tio sair do Brasil e ficar 15 anos no exílio. Eu temia expor ideias, e, até hoje, não é sem certo receio que me abro aqui sobre o tema, tão grande foi o medo que senti nos anos terríveis da ditadura. Vários freios em meus sentimentos ainda me seguram.
Lembro-me da primeira vez em que pude votar. Enfrentei uma fila enorme, tinha vontade de trabalhar na eleição. Tantas decepções depois, continuo a carregar feliz o meu título de eleitora. Tenho o direito de me expressar.
Vou votar na Marina. E no meu irmão. Ziller. O nome que nos deixava com medo, porque os militares o reconheciam e perseguiam, hoje é símbolo de retidão e combate à corrupção. O que ele é do Armando Ziller? Sobrinho? Vou votar nele, porque Armando é um dos homens que mais admiro. Nós também.
Diante da palhaçada que são Roriz e seus semelhantes, em sua prepotência e desconhecimento da retidão, cresce minha admiração por homens e mulheres que, como meu tio no passado, e meu irmão hoje, enxergam na política partidária um caminho de retidão. Meu falecido tio Amílcar foi contra a candidatura do Henrique. Ele me contou que disse a meu irmão: “Eu te conheço. Sei que você é um menino puro, mas a sujeira é grande demais. Temo que você sofra”. Mas Henrique vai se arriscar mais uma vez. Por ideologia. Por amor à nossa cidade e a nosso país. Por amor aos ideais que nosso tio passou para nossa família: justiça social, retidão, moral em tudo na vida, pagar o preço, mesmo que seja elevado, sem jamais negar suas convicções.
Infelizmente, só voto com empolgação na presidente e no deputado distrital. Para os outros cargos, não há candidatos que me empolguem. Mesmo assim, fico feliz de usar meu título mais uma vez. O ato de ir até a zona eleitoral amanhã grita que EU POSSO votar. Tenho o direito. Inclusive de deixar meu voto em branco, se preferir. Não o farei, mas tenho o direito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s