CUNHADO É PARENTE?

Dizem as más línguas que não. Disconcordo. Com a licença de todos os outros cunhados e cunhadas que possuo, quero falar com o aniversariante de hoje.

Em primeiro lugar, Rô, muito obrigada pelo almoço de domingo. Você trabalhou muito para que eu tivesse um almoço bem gostoso e aconchegante. Eu vi.

Você se lembra como nos conhecemos? Aniversário da Amanda. Na minha casa. A pessoa que deveria trazer o pão do cachorro-quente ainda não tinha chegado. Você, ainda no início do namoro com a Clarice, já estava pronto para resolver o problema, pegar o carro e ir até o Plano Piloto comprar pão. Eu não me esqueço desse nosso primeiro contato. Pensei que seria empolgação de namorado novo. Estava enganada. Vinte anos depois, você continua do mesmo jeito. Só que não se limita a resolver os problemas da Clarice, você se dispõe a cuidar de toda a família.

Olha a lista de coisas que você fez e faz e que eu quero te agradecer:

  • cuida da Amanda
  • atravessou a rua de madrugada, de pijama, para ajudar minha mãe a pôr o papai de volta na cama
  • todas as paellas que você já fez e as muitas que, espero, ainda fará
  • aquela sexta à noite em que você levou o Joel para o hospital – o que rende boas risadas até hoje
  • todas as vezes em que você levou e buscou meu pai, cuidou dele, carregou, enfim, fez tudo que foi necessário
  • o carinho com minha mãe
  • a força que você dá para a gente em todos os momentos
  • ser desastrado – isso nos faz rir, e o riso é sempre uma bênção – se você não “se acidentasse tanto” nossa vida seria bem menos divertida
  • sua disposição de ajudar em todas as situações
  • você abre sua casa com uma generosidade imensa
  • enfrenta as dificuldades, lutas e decepções sem desanimar
  • seu senso de humor
  • a prontidão com que você preparou, sem qualquer aviso prévio, a cerimônia do casamento do Sér e da Nora
  • sua generosidade
  • aquele dia em que você e mamãe voltaram aqui em casa, porque sabiam que o Sérgio estava precisando de uma força
  • sua disposição para servir em todas as situações – vê uma necessidade e já vai agindo para ajudar

Por causa dessas coisas, e de várias outras, em vez de te dar parabéns, eu quero te agradecer. Muito obrigada por dedicar seu amor à nossa família, por se doar por cada um de nós. Quem diz que cunhado não é parente não tem um cunhado como você.

P.S: Não pense que não vejo suas lutas. Vejo e oro por você. Te amo, cunhado! Beijos.

Julho2007009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s