O FRACASSO

Muito tempo estudando. Era a prova que eu esperava. Um dos “entes estatais” em que gostaria de trabalhar. Sabia que a matéria não era do meu conhecimento, mas fui em frente. Estudei o máximo que consegui. E… não cheguei nem perto de me classificar. Pelo contrário. Contando as notas do fim para o começo talvez tenha ficado entre as primeiras.

Talvez não, porque na parte de conhecimentos gerais eu fui muito bem. Mas, nos específicos, depois de descontar os erros, fiz TRÊS pontos. Pode rir. Eu ri.

Aprendi muitas coisas maravilhosas com meus pais. Uma delas é não ficar me lamentando nem resmungando quando as coisas não correm da forma como eu queria. Outra é rir das situações adversas.

As duas se aplicam aqui. Não vou perder tempo murmurando e resmungando por causa do monte de perguntas que errei e que anularam as que acertei. Nem vou reclamar dos organizadores da prova. Estava lá, eu não acertei e pronto.

Mas posso rir da ironia de dedicar dias e dias ao estudo e fazer TRÊS pontos.

Além disso, eu acredito que tudo que estudo me enriquece. Outros concursos virão. O conhecimento (pouco, digamos de passagem) que acumulei para esse fracasso será útil em algum momento no futuro.

Claro que saí da prova muito aborrecida. Segunda-feira, estava um caco. Ontem ainda estava tão chateada que só consegui vir olhar o gabarito hoje, mesmo sabendo que saiu ontem. São reações normais diante de situações adversas. Mas, hoje, já comecei a pensar no que vem pela frente.

Ainda não há nenhum concurso previsto. Vou, então, acabar de escreveu meu SEGUNDO livro. Espero que daqui a uns quinze dias ele já esteja disponível na Amazon (formato digital). Tenho dois trabalhos de tradução, ambos extremamente interessantes. E vou continuar estudando, porque, em algum momento, vai ser publicado outro edital, com mais um concurso público. E tenho certeza absoluta de que se esse for o melhor caminho para mim, vou conseguir estudar e passar na prova.

Simples assim. A vida pode ser uma série de fracassos ou uma série de recomeços. Basta a gente escolher o que prefere.

2 comentários sobre “O FRACASSO

  1. Cláudia, no quarto parágrafo você disse que errou algumas perguntas, na verdade o que você errou foram as respostas. rs rs rs rs kkkkkkkkk… só pra quebrar o clima um pouquinho… rs rs rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s