E AS COISAS DO ESPÍRITO?

Peguei outro papelzinho hoje. E tem uma pergunta direta: Como vai sua vida espiritual?
Bem, estou em paz com Deus. Vivo, em geral, em paz com Ele, porque tenho uma certeza que me norteia: Ele é soberano sobre todas as coisas e me ama com um amor que nunca serei capaz de entender.
Ontem eu falei sobre depressão, sobre a grande dificuldade de minha vida. Eu tenho plena convicção de que tudo isso está nas mãos de Deus. Basta uma palavra dele e tudo será diferente. Vejo a ação dele de modos inesperados, imprevistos, jamais sonhados. Esta semana, mesmo, aconteceu uma dessas coisas, mas eu ainda não posso contar.
Isso não significa que concordo com tudo que Ele faz. Outro dia, conversando com meu amigo Ceceu, compartilhamos uma pergunta: por que pessoas boas sofrem? Por que meu pai, tão bom, sofre tanto? Por que crianças indefesas sofrem abusos de todo tipo? Por que Deus permitiu e permite guerras, campos de concentração, miséria, fome e tantos horrores neste mundo? Por que Ele não dá um fim a certos problemas que nos impedem, nós, cristãos consagrados a Ele, de viver plenamente? Interessante é que o fato de pensar, de questionar essas coisas, jamais me levaram a duvidar da existência e do amor de Deus. Compartilho com o Ceceu a certeza de que, um dia, entenderemos.
Uma coisa que não aceito em minha vida espiritual é seguir a opinião de outra pessoa sem pensar no que ouço, sem raciocinar. Na verdade, a própria Bíblia nos manda nos transformarmos através da renovação da MENTE. Ou seja, o cristão precisa pensar. Isso, inevitavelmente, levará a dúvidas e questionamentos. Tem muita gente que tem medo do pensamento, das ideias, mas eu não tenho. Gosto de cultivar o intelecto, de conhecer a Bíblia também como obra literária. Afinal, a literatura é uma de minhas paixões.
Mas estou falando muito do intelecto. E a vida espiritual? Vai bem. Poderia estar melhor? Claro. Sempre poderá. Só vou alcançar a plenitude depois que morrer, e ainda estou respirando.
Eu amo a Deus de todo coração. Acho que Ele é maravilhoso. Tem senso de humor. Se preocupa comigo. Ouve minhas picuinhas, com paciência. Aliás, tem uma paciência infinita comigo. Quando precisa falar alguma coisa, fala de um jeito que eu gosto de ouvir. Me dá presentes inesperados, praticamente todos os dias, e nem se ofende com os muitos presentes que eu não noto. É um cavalheiro. Respeita minhas características, nunca força a barra, nem espera que eu me comporte de modo que vai contra minha natureza (que Ele mesmo criou). Nunca gritou comigo. Me protege o tempo todo.
Posso resumir minha vida espiritual em poucas palavras: sou uma pessoa que ama profundamente a Deus, creio e aceito para mim a salvação que Jesus conquistou na cruz, creio que Ele ressuscirou dos mortos e que está no Céu, esperando o dia de voltar para buscar aqueles são dele. Quero mais de Deus, a cada dia. Em minhas fraquezas, Ele me sustenta, e vivo exclusivamente para Ele. Sou apaixonada pelo Deus do Universo!!!!!!!

A porta do túmulo vazio. Razão da minha fé!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s